terça-feira, 16 de Junho de 2009

Líder dos Burzum em liberdade




Count Grishnackh - o próprio - Varg Vikernes, foi libertado após quase 16 anos na prisão, no dia 22 do mês passado. O líder de Burzum está livre (apenas com mais 1 ano de condicional) e segundo palavras dele, está pronto para se dedicar à fazenda que recentemente adquiriu, à música, e à sua família, ou seja, pronto para uma vida normal. Lembrem-se que Vikernes foi condenado a 21 anos de prisão por ter sido o autor da morte de Euronymous, o líder dos Mayhem. Vikernes nega o facto de, ao longo deste tempo na prisão, ter mantido contacto com grupos neo-nazis, já que esse foi um dos motivos, aparentemente, para Vikernes ter morto Euronymous com 23 facadas - incompatibilidades ideológicas - um era satânico, o outro neo-nazi, e realmentenão dá, ou se é uma coisa ou se é outra, logo um deles teria de ser exterminado, valha-nos Deus ou Satanás, tanto faz...Ainda mais quando se tem apenas 19, 2o anos, não se toleram diferenças!
A minha opinião ( e atenção, adoro os trabalhos de Burzum) é que os jovens destes países, em que não exitem problemas sociais, financeiros de ordem maior (neste caso foi na Noruega), não têm que se preocupar com a sua sobrevivência, praticamente a todos os níveis, por isso criam problemas como estes - Satanismo versus Neo-nazismo; pronto, não se pode pedir mais...

Aproveito para referir que em Setembro dete ano começa a ser filmado um longa-metragem - "Lords of Chaos", que vai contar um pouco da história do Black Metal na Noruega, com foco nos anos 90, mas essencialmente contará a história (segundo o livro homónimo, lançado em 1998, por Michael Moynihan e Dridik Soderlind) do assassinato cometido por Vikernes , entre outros assassinatos e suicídios que ocorreram: lembrem-se que já um membro dos Mayhem se suicidara, algum tempo antes de Euronymous ser morto - seu nome era Dead, cortou os pulsos e depois explodiu os miolos com umtiro de caçadeira, deixando um bilhete onde se lia "Sorry for all this blood". Foi o próprio Euronymous que o encontrou morto, e claro, tomou a atitude que qualquer ser-humano tomaria, correu para buscar uma câmara fotográfica e fotografou o corpo, ou o que restava dele, posteriormente usando a foto para a capa do seguinte álbum dos Mayhem. Também serão abordados os constantes incêndios de igrejas,em suma, todos os ingredientes que compõem tão bem a atmosfera Black Metal nórdica.
Ficamos a aguardar então o filme, que será dirigido pelo japonês Sion Son, que fará a sua estreia num trabalho produzido em inglês. Ah! O actor que interpretará Varg Vikernes será Jackson Rathbone, que ficou conhecido recentemente pelo seu papel no longa-metragem "Crepúsculo", história sobre vampiros, baseada no livro com o mesmo nome
Resta-me dizer que as fotos acima são de Vikernes, uma no dia do julgamento, ainda um jovem, e a outra é recente.

quinta-feira, 11 de Junho de 2009

Secrets of the Moon







Black Metal alemão, com historial desde 95. Último trabalho - "Privilegium" - saiu em Março deste ano. Para escutar (link no título, as usual) "Bleakstar". \m/

quarta-feira, 27 de Maio de 2009

Wedard





One more depressive black metal band, vindos da Alemanha, formados em 2002.
Andreas Schnell (aka Sternenfrost) na voz, baixo e guitarra e Karmaggedon na bateria criam uma atmosfera melancólica, depressiva, fria e crua. Quem gostar de Burzum vai também curtir Wedard, com toda a certeza. Link no título com o longo tema "Winterdepression"

terça-feira, 12 de Maio de 2009

Abyssic Hate







Black Metal vindo da Austrália, um projecto que existe desde 1993, todo ele elaborado por um só senhor - Shane Rout. O conceito de Abyssic Hate anda à volta da crença de que 99,9% dos humanos deveriam ser exterminados - "The human race is the most absolute abomination in the history of creation, and with an exceedingly small amount of redeemable features." A qualidade da produção das suas demos, na maioria, é muito pobre e primitiva, mas continua com uma legião de fãs considerável. Link no título para escutar "Land Of Impenetrable Darkness".

quarta-feira, 6 de Maio de 2009

Anti




Depressive black metal alemão. Pouco sei desta banda, é relativamente recente, quem souber alguma coisa please tell me. Link no título para escutar "Invocation" (vale a pena ouvir também o tema "Farewell")

domingo, 26 de Abril de 2009

Limbonic Art







Como hoje não me apetece escrever, digo só que isto é black metal norueguês - é isto - Limbonic Art, e mais nada. Link no título \../

quinta-feira, 16 de Abril de 2009

Cradle of Filth













Falemos hoje destes rapazes de Suffolk (Londres) e que estão sempre a dar que falar. Ou é porque não se chega a consenso sobre o estilo de música que tocam, ou porque surgem em entrevistas com declarações polémicas, ou porque Dani Filth está a perder a voz... Bem, que a voz dele já não é o que era, é verdade, mas também já são quase 20 anos de gritos e guturais; acerca da definição de género musical, vai de Extreme Gothic Metal a Symphonic Black Metal, mas o próprio Dani já afirmou, numa entrevista, que se tratava de Heavy Metal, but...who cares? Cradle of Filth - ou se adora ou se odeia, that's for sure. Referências a Allan Poe, Lovecraft, Sade, etc, podem-se encontrar em vários dos seus temas, já que a banda, toda ela é poesia, erotismo, vampirismo, o horror, mitologia, muita literatura gótica também (já para não falar da predilecção que Dani tem pela famosa lenda de Elizabeth Bathory) . De todos os trabalhos que conheci, tenho como preferido o "Damnation and a Day", que aliás é dos mais "rodados" aqui em casa; não sei se é obssessão minha ou se, simplesmente, é mesmo um bom trabalho. Deixo no link (no título, ya lo saben) o clássico "Babalon A.D.", que o pessoal curte sempre \00/ So glad for the madness... (and by the way, para quem não conhece, não deixem de ver outros clássicos como "From the Cradle to Enslave", "Her Ghost in the Fog", "Nymphetamine", ou mesmo "Temptation" do último trabalho).